You are here

Internet industrial

Na Konecranes, a nossa visão consiste em tornar as máquinas inteligentes e conscientes do seu estado, ligando-as à rede para criar visibilidade em tempo real, garantindo assim uma maior segurança e produtividade.

Quarta revolução industrial: a Internet industrial

O coração da Internet industrial baseia-se numa série de sensores que trabalham em conjunto para reunir e analisar dados para fins específicos. Ao operar desta forma, conseguem proporcionar eficiências inimagináveis há apenas algum tempo.

Durante a maior parte da história da humanidade, a produtividade aumentou em pequenas quantidades e a melhoria do estilo de vida também foi extremamente lenta. A revolução industrial começou há cerca de 200 anos através da introdução da produção mecânica. O poder da força, tanto humana como animal, foi substituído pelo poder mecânico. A segunda revolução industrial começou com a ajuda da electricidade em 1870, quando a primeira correia de transporte foi ligada numa central de processamento de carne em Cincinnati, Ohio, nos Estados Unidos da América, dando origem à partilha de tarefas da produção em série. A automatização dos processos de produção começou a meio da década de 1970 e agora o mundo está a entrar numa nova era, graças à chegada da Internet industrial. Algumas pessoas referem-se a isto como sendo a quarta revolução industrial ou a Indústria 4.0.

A Internet industrial refere-se à integração de máquinas com sensores e software ligados em rede. Não só envolve uma transformação abrangente da indústria global, como também afecta diversos aspectos da vida quotidiana, incluindo a forma como muitos de nós trabalham. A Internet industrial vai trazer maior velocidade e eficiência a várias indústrias, como a aviação, o transporte ferroviário, a energia, o petróleo e o gás e ainda os cuidados de saúde. Acarreta até a promessa de um crescimento económico mais forte, com trabalhos em maior quantidade e qualidade e um estilo de vida melhorado, independente da localização geográfica.

Três dimensões da Internet industrial

A Internet industrial combina as melhorias de duas revoluções anteriores: as máquinas, instalações, frotas e redes resultantes da revolução industrial e as inovações nos sistemas de computação, informação e comunicação introduzidos pela muito mais recente revolução da Internet.

O núcleo da Internet industrial é constituído por três elementos
Máquinas inteligentes: sob a forma de novas maneiras de ligar máquinas, instalações, frotas e redes através de sensores, controlos e aplicações de software avançados.
Análises avançadas: através de elementos como o poder dos algoritmos analíticos e preditivos, a especialização da automação e do conhecimento profundo de domínios na ciência material e na engenharia eléctrica, para se compreender de que forma funcionam as máquinas e os sistemas de larga escala.
Pessoas no trabalho: ligar as pessoas em qualquer altura e em qualquer lugar em instalações industriais, escritórios, hospitais ou em movimento, de forma a promover design, operações e manutenção mais inteligentes e gerar serviços de qualidade e segurança superior.

A ligação de dispositivos, instalações, frotas e redes inteligentes com as pessoas no seu trabalho e em movimento abre novas possibilidades na optimização dos processos e para o possível aumento da produtividade e da eficiência. Para além disso, vai alterar o equilíbrio competitivo e forçar o resto da indústria a ajustar-se rapidamente, para que possa sobreviver. O ritmo deste processo irá variar de indústria para indústria, mas os resultados serão sentidos de forma mais abrangente em toda a economia, à medida que a sua implementação for aumentando.

Industrial Internet Now - um fórum online sobre a forma como a Internet industrial irá mudar o mundo do manuseamento do material.